photographer Celeste Ortiz O que é a rosa?
_____cabeça cultivada para corte.

O que é a pobreza?
_____tumba ambulante sobre a terra.

O que é a sinceridade?
_____segundo sol.

O que é a suposição?
_____mão que apalpa a escuridão.

O que é a noite?
_____papeleiro que vende os livros das estrelas.

O que é a oração?
_____nuvem celestial
_____evaporada da água das palavras.

O que é a fantasia?
_____perfume da realidade.

O que é a história?
_____cego a tocar tambor.

O que é o grito?
_____ferrugem na voz.

O que é o eco?
_____corpo abatido pela viagem
__________desaparece
__________desapareceu.

O que é a coincidência?
_____fruto na árvore do vento
_____caindo entre as mãos
_____sem se saber.

O que é o sonho?
_____faminto que não pára
_____de bater à porta da realidade.

O que é a surpresa?
_____pássaro
_____que escapou da gaiola da realidade.

O que é a metáfora?
_____asas aliviando
_____no peito das palavras.

O que é a esperança?
_____descrição da morte
_____na língua da vida.

O que é o beijo?
_____colheita visível
_____de fruto invisível.

O que é a lágrima?
_____guerra perdida pelo corpo.

O que é a memória?
_____casa habitada só
_____por coisas ausentes.

O que é a morte?
_____carro que leva
_____do útero da mulher
_____ao útero da terra.

O que é o desespero?
_____descrição da vida na língua da morte.

– Adonis
(tradução de Michel Sleiman)
in [poemas], Companhia das letras

9_905Celeste Ortiz

Advertisements