1. You can’t stop thinking about a mistake you made.
2. You are intensely competitive and can’t stand doing worse than others.
3. You either want to do something “just right” or not at all.
4. You demand perfection from other people.
5. You won’t ask for help if asking can be perceived as a flaw or weakness.
6. You will persist at a task long after other people have quit.
7. You are a fault-finder who must correct other people when they are wrong.
8. You are highly aware of other people’s demands and expectations.
9. You are very self-conscious about making mistakes in front of other people.
10.*You noticed the error in the title of this list.

Esta pequena régua é  utilizada por Gordon Flett. Os pontos 8 e 9 são gatilhos de desordens compulsivas, e/ou ansiedade social. De onde vem isto?
De várias direcções, claro, mas duas picadas costumam cruzar-se. Um sobreinvestimento parental e o  receio de não conseguir corresponder. Ou seja, em alguns de nós, modelos rigorosos e respectiva exigência criam a necessidade de estar à altura. É como se o amor e os laços custassem os olhos, não da cara mas da auto-confiança.
É favor não confundir traços exagerados com simples  traços de uma personalidade competitiva  e exigente. É que  esta, ao contrário daquela, acaba as tarefas e acaba-as bem.

Perfeccionistas

Advertisements