Alguns filmes não só suspendem a realidade como nos perguntam em surdina se estamos fechados do lado de dentro ou do lado de fora. Não se responde facilmente, implica saber de onde viemos. Daí a estranheza, que nunca vem realmente do que nos dizem mas do que nos perguntam. O cinema que interessa ensina-nos a desaprender a resposta na ponta da língua. Armadilha-nos o hábito.

[Pedro Jordão]

Advertisements