o que não se diz. com medo que o corpo não respeite a boca. fica para doer – às vezes andamos a vida toda a não dizer o que o corpo quer. e dói tanto – a vida passa tão depressa. as estações tão curtas. o tempo tão rápido e o silêncio tão longo a bater-nos no corpo – somos dois ramos de uma mesma árvore. conhecemos o voo de todos os pássaros. sabemos das estações pela cor dos nossos braços e do vento pela instabilidade do corpo. mas nunca nos tocamos

Mar

Advertisements